maio - 11 - 2014 | 32 comentários

Hoje é o dia que reservei para contar a novidade… É o post mais feliz e emocionado que escrevo desde que comecei o blog. Claro, teve quando vimos que eu estava curada, mas nada se compara a saber que um pequeno milagre vem crescendo na minha barriga há mais ou menos 3 meses, depois de 4 médicos terem dito que isso seria praticamente impossível. Mais uma vez, “burlei a medicina”!

Esse Dia das Mães com certeza tem um sabor todo especial. Além de agradecer à minha mãe por ter me dado a vida e tudo na vida e prestar uma homenagem a todas as mães do mundo, àquelas que ainda sonham em ser mães e aquelas que por algum motivos deixaram esse sonho de lado por enquanto, saber que eu vou ser mãe é simplesmente indescritível. Vou contar a história desde o começo…

Quando descobri que estava com câncer, a primeira coisa que falei para o oncologista foi: “Mas eu quero ter filhos!” E ele me disse que ficasse tranquila e que o tratamento de Linfoma Não-Hodgkin de grandes células B (R-CHOPP e Mabithera) não afetava a fertilidade. Em alguns casos, onde é sabido que o tratamento induz à infertilidade, é recomendado que se congele óvulos antes de iniciá-lo. Porém, é preciso fazer uma escolha entre iniciar logo o tratamento para que a mulher tenha mais chances de sobreviver ou aguardar para congelar óvulos, o que requer pelo menos de um a dois meses. Essa escolha depende do tipo de câncer, da agressividade, do estadiamento… E, no meu caso, mesmo que eu tivesse optado por congelar óvulos antes do tratamento, estaria arriscando muito a minha vida, pois o câncer já estava avançado (com focos em 16 lugares e uma massa – ou tumor – de 12 cm no pulmão). Enfim, comecei a quimio no dia seguinte ao diagnóstico de que realmente o que eu tinha era câncer.

Depois do final do tratamento, conversamos com o médico sobre quando poderíamos tentar ter filhos. O recomendado é que se espere no mínimo dois, idealmente 3 e, para alguns mais conservadores, 5 anos. Isso porque nos 2 primeiros anos é quando as chances de recidiva são maiores. No terceiro elas diminuem, mas ainda são maiores que de uma pessoa que nunca teve câncer e, no quarto e no quinto, as chances são praticamente iguais às de qualquer um. Nesses 5 anos fazemos exames de controle, sendo um a cada 3 meses nos 2 primeiros anos, um a cada 6 meses no terceiro ano e um por ano no quarto e no quinto ano. Depois, somos literalmente consideradas/os curadas/os e podemos levar uma vida normal. Esse controle envolve exames de sangue e de imagem, como tomografia, raio-x, pet-scan… depende do caso. Ou seja, recomenda-se não engravidar nesse período porque: os exames de controle não podem ser feitos como manda o figurino, as chances de recidiva ainda são altas (e ninguém quer ter câncer durante uma gravidez, mesmo que alguns estudos já tenham sugerido que a quimioterapia não afeta os bebês) e mulheres grávidas, em geral, ficam mais suscetíveis a doenças.

Em outubro do ano passado, 1 ano e meio após o término do meu tratamento (em 17 de maio de 2012), fiz uns exames que mostraram que meu FSH estava muito alto. Minha ginecologista, então, sugeriu que eu repetisse os exames e que fizesse um outro exame, do hormônio anti-mülleriano (AMH), para “medir meu estoque de óvulos”. Ela disse que, se o FSH continuasse tão elevado, sugeriria que eu congelasse óvulos, o que foi meu primeiro susto. Isso nunca tinha passado pela minha cabeça! O FSH é o hormônio folículo-estimulante, que estimula os folículos do ovário a se desenvolverem e formar o óvulo, normalmente um a cada ciclo menstrual. O fato de ele estar alto mostra que, provavelmente, eu tenho poucos ou nenhum folículo e que, por isso, meu corpo precisa produzir bastante desse hormônio para “ver se ainda consegue espremer alguma coisa”. Vocês sabem que eu não sou médica e posso não estar falando com as palavras certas, mas no fim é isso que quer dizer, tanto que esse mesmo hormônio costuma ser alto em mulheres que estão na menopausa. Já o hormônio anti-mülleriano é um exame mais específico que mede se seu estoque de óvulos é considerado “normal” (boa respondedora) ou baixo (má respondedora). Ele é muito usado nos dias de hoje, em que as mulheres estão tendo filhos cada vez mais tarde. Uma mulher de 35 anos, por exemplo, que quer ser mãe mas ainda não encontrou o pai 😉 pode fazer esse exame e, com base nele, definir com seu ginecologista se seria interessante pensar em congelar óvulos. Bom, resultado… meu exame deu igual ao de mulheres na menopausa, indicando que eu sou “má respondedora” ou, em outras palavras, que eu tenho poucos ou nenhum óvulo. Minha ex-ginecologista me ligou e disse, por telefone: “é, com esses resultados acho que não vai ter nem óvulo para congelar, mas a gente pode recorrer a uma doação.” Roubando um trechinho da música da Maysa, “meu mundo caiu”.

Se perguntarmos para uma mulher qual o seu sonho, algumas podem responder que é ser médica, bailarina, professora, cientista, advogada… o meu sempre foi ser mãe. Desde pequena eu brincava de casinha, desde a adolescência eu lia artigos em revistas sobre educação de filhos e sempre adorei cuidar das crianças das minhas tias e primas. Pensei: “Por quê? Eu ter um câncer eu até posso entender e aceitar, mas agora isso? Por quê? Por quê? Por quê? Não é justo!” No dia seguinte estava numa clínica de fertilização, onde mais dois médicos que viram meus exames disseram que realmente seria muito difícil conseguir algum óvulo para congelar, mas sugeriam que eu já tentasse no próximo ciclo (eu ainda estava menstruando e, sim, é possível menstruar sem ovular), senão corria o risco de daqui a um mês não ter mais nenhum óvulo. Fui a mais uma ginecologista, que disse a mesma coisa e indicou um outro médico especialista em Reprodução Humana, de Piracicaba, o Dr. Ernesto Valvano – já falo mais sobre ele. O Marcelo agora trabalha novamente em indústria farmacêutica, dessa vez com saúde feminina (e outras áreas também) – ele falou sobre o meu caso para alguns especialistas bem conhecidos e todos disseram a mesma coisa. Saí correndo para um consultório de terapia, isso era demais para mim. Eu nem queria fazer fertilização! Nunca tinha nem pensado nisso, não estava nem entendendo o que estava acontecendo e tinha que decidir começar a fazer um tratamento dali a uma semana!! Parecia que estava sendo obrigada, forçada, mesmo as chances sendo mínimas me submeteria a diversas injeções de hormônios e uma enorme expectativa que poderia ser frustrada. Era uma luta interna, eu precisava entender tudo aquilo. Eu cheguei a dizer para o Marcelo que ele podia separar de mim, porque ele não era obrigado a não poder ter filhos porque eu não podia ter. Eu fiquei completamente confusa, magoada, perdida, triste… Disse para a terapeuta, depois de contar resumidamente minha história: “Preciso de ajuda, isso é demais para mim. E só uma sessão por semana não vai ser suficiente!”

Procurei o Dr. Ernesto. Lembro como se fosse hoje as suas palavras: “Calma, precisamos primeiro entender o que está acontecendo. Seus exames dizem uma coisa, mas seu corpo diz outra. Você está menstruando todo mês, seu útero está rosinha… Não adianta já sair correndo para congelar óvulos sem entender primeiro o que está acontecendo. Na próxima vez em que você menstruar, venha aqui e vamos acompanhar o ciclo, ver se você tem folículos, se eles crescem, se você está ou não ovulando… e depois decidimos o que fazer.” Foi Deus que mandou o Dr. Ernesto para nós, porque era exatamente o que eu precisava ouvir. Como eu disse, parecia que estava sendo forçada a fazer uma fertilização sem entender nada a respeito, sem saber as chances reais, sem saber o que estava acontecendo com o meu corpo. Foi um alívio enorme.

Assim, fizemos: na minha próxima menstruação, fui até o consultório. Estava com um cisto no ovário esquerdo, teríamos que esperar o próximo ciclo para monitorar. No próximo ciclo, tinha um cisto no ovário direito, teríamos que esperar novamente o próximo ciclo para monitorar. “Enquanto isso, namorem bastante!” ele dizia. No terceiro mês, pudemos ver que tinha folículos. Bom sinal! O normal seria ter uns 10 e eu tinha só um ou dois, mas ter algum já era um ótimo sinal. No meio do ciclo, fizemos outro exame e vimos que o folículo havia crescido! Mais um sinal maravilhoso! E muito namoro pela frente. No vigésimo oitavo dia do ciclo, um exame de sangue: eu tinha ovulado! Claro, eu chorei nesse dia… Ainda tínhamos alguma esperança. Menstruei de novo e o Dr. Ernesto sugeriu: “façam como no mês passado, namorem bastante nos dias férteis e, se você não engravidar, no próximo mês pensamos em fazer alguma coisa, uma inseminação artificial ou algo assim.”  Ainda não fazia dois anos que tinha terminado a quimioterapia, mas tínhamos que fazer uma escolha e escolhemos tentar.

Minha menstruação atrasou um dia. Fiz um exame de farmácia, deu negativo. Esperei mais três dias, fiz outro exame, negativo de novo. Ficamos tensos: “pode ser que meus óvulos tenham acabado, que eu tenha entrado de vez na menopausa e não menstrue mais.” Foi nesses dias que escrevi o Desabafo Master (http://heloisaorsolini.com/?p=2153). O Dr. Ernesto pediu para esperar mais 7 dias e repetir o exame. Esses dias demoraram muito a passar e, no sexto dia (não aguentei esperar o sétimo), fiz o exame de novo. Quando começaram a aparecer as duas fitinhas, sinal de que o resultado era positivo, quase surtei! O Marcelo, cauteloso como sempre, falou para eu correr fazer um exame de sangue para confirmar (depois descobri que não existe falso positivo em teste de farmácia, só falso negativo). Liguei correndo para a minha mãe ir comigo, ela quase bateu o carro (eu sei, ela não deveria atender dirigindo rsrsrsrs). No mesmo dia saiu a confirmação, sexta-feira, 14 de março. Como sempre, tinha que ser uma sexta-feira!!!

IMG_2445

Desde então, estamos muito, muito, muito felizes. Eu tenho vontade de chorar todos os dias de felicidade!!!! Não tenho como agradecer por ter essa bênção na minha vida. Eu acredito que seja um milagre, só fico triste em falar isso porque sei que muita gente que me acompanha não teve a mesma sorte. Sei que muitas pessoas que merecem tudo de mais lindo na vida talvez não consigam ter filhos ou mesmo percam um filho, o que é muito triste. Mas não posso deixar de compartilhar minha alegria com vocês e dar esperança a muita gente que já ouviu que não poderia ter filhos e, quem sabe, também consiga “burlar a medicina”.

Quando ouvi de 4 médicos que seria quase impossível engravidar, escrevi para a Lemia, uma das professoras de yoga mais queridas que já conheci na vida. Ela é americana, mora em Los Angeles e é um verdadeiro anjo! Ela me acompanhou naquele curso de Naam Yoga que fiz no México e eu sabia que ela teria algo legal para me dizer. Faço questão de dividir com vocês o que ela me disse, tenho certeza que pode ajudar muita gente passando por momentos difíceis:

“Em primeiro lugar, temos todas as ferramentas para fazer milagres acontecerem. Os médicos vem de um background baseado no medo. Ao responder essas perguntas e partir daqui, você tem uma escolha…. você quer viver em medo ou você quer viver no AMOR? Uma vez que você responda esta pergunta, não tem como voltar atrás. Quando você escolhe o amor, existem infinitas possibilidades. Você pode mudar seu corpo inteiro através do jeito que você pensa nele. Mantenha afirmações positivas em mente e no seu discurso 24 horas por dia. Tenha amor por você, pelo seu corpo, pelos seus ovários, pelo seu marido, por tudo na sua vida. Mantenha um estado de gratidão e amor incondicional. Faça amor com o seu marido porque você o ama, não para ficar grávida – faça por amor. Apaixonem-se de novo um pelo outro, traga a paixão de volta para o seu relacionamento. Todas essas coisas são o começo da manifestação dos seus sonhos. Sempre existe uma saída do impossível. Eu acredito em milagres e já vi muitos deles. Traga de volta o poder para o seu coração e tenha fé. Amo muito você.”

Claro que pode parecer difícil pensar assim em momentos de dificuldades, mas o amor sempre melhora tudo. A saída pode não ser a que imaginamos, mas com amor é sempre mais fácil!

IMG_2931

32 Comentários até agora.

  1. natalia macedo disse:

    Helo parabens muito feliz por vc e pelo marcelo….deus abençoe!

  2. beatriz disse:

    Que lindo minha querida…desejo toda sorte do MUNDO para você. Tenho dois filhos, é tanto amor que é impossível descrever. Beijos com muito carinho. Bia

  3. Monica disse:

    Olá Helo. Queria te parabenizar pela sua gravidez. Dizer que descobri seu blog recentemente e que fiquei muuuuuito feliz com sua novidade. Fui diagnósticada com linfoma não hodgkin folicular. Descobri agora. Fiz minha primeira sessão dia 29 de Abril e ainda tenho mais 5 pela frente. Vc tem sido uma grande inspiração pra mim. Pode ter certeza q mesmo não te conhecendo estou de longe torcendo por vc e que esse bebe te traga muitas alegrias e venha cheio de saúde !!! Parabéns a vc e seu marido. Que a vida lhe de mais e mais momentos para serem comemorados. Um beijo grande e boa semana

  4. merylin disse:

    Helo, chorei!! Chorei, chorei, de alegria por vcs! E obrigada por compartilhar seus sentimentos e pensamentos sempre tão verdadeiros!

  5. Emocionante!!! Acompanho o blog desde que tive o meu diagnóstico, desde dezembro de 2012, e vc foi minha inspiração no pós tratamento…Eu sabia do seu desejo e torcia muito por essa notícia!!! A maternidade amplia nossa maneira de sentir e de amar…Estou mto feliz por vc!!!!Acabei de fazer mais uma revisão, e minha masto disse que por ela eu já poderia parar a medicação que tomo para tentar engravidar, agora no fim do mês, vou falar com meu oncologista… uma passo de cada vez… Felicidades !!!!!!

  6. Olá Heloísa,
    acompanho seu blog há um tempinho. Cheguei até ele através do seu vídeo no youtube quando procurava a sequencia das posturas de saudação ao sol. Dos muitos vídeos escolhi o seu pois o lenço em sua cabeça me chamou atenção, achei lindo! tão haver para aquele momento não imaginava que vc estava em tratamento. Assim,para minha surpresa, descobri uma pessoa encantadora que lutava para a vida continuar aqui nesse planeta.
    Seja lá para que estamos lutando na vida o importante é o processo é simplesmente viver.
    Sua amiga trouxe para você palavras tão significativas para entender e executar o processo de luta através do amor e vc carinhosamente compartilhando conosco não só a alegria desse momento, mas como todos nós somos capazes de vencer nossos obstáculos buscando ignorar os pensamentos destrutivos e ver no outro e em si mesmo a capacidade de amar a fim de construir uma vida de felicidade.
    Muito feliz por vocês, um fraterno abraço

  7. Ana Claudia disse:

    Feliz demais Helô. Eu não sei explicar a não ser pela fé, que eu tinha uma certeza muito absoluta que você alcançaria esta graça. Bjssss

  8. Mariana disse:

    Oi Helo

    Te acompanho desde seu tratamento e vc é uma inspiração pra mim que tbm estou passando por tratamento.
    Me emocionou muito a notícia de sua gravidez… Eu fui abençoada com um filho um pouco antes da doença mas sei bem sua ansiedade.
    Te desejo muita alegria nesse momento especial e único na vida de uma mulher. Parabéns e que Deus continue lhe abençoando!

  9. Fernanda Faveron disse:

    Muito emocionada…..vc merece! Parabéns!! e que Deus abençoe mais uma vez esta família linda!!! beijos no coração!!!!!!

  10. natalia garcia disse:

    Helo,
    chorei ao ler esse post!!
    que milagre mais lindo e merecido em sua vida minha querida!!
    senti aqui no coracao toda a angustia que voce sentiu qdo achou que nao poderia ser mãe, pois sei o quanto voce eh maternal desde menina!!
    PARABENS QUERIDA!!
    QUE ESSE ANJO QUE ESTA GERANDO AI DENTRO SEJA ABENCOADO POR DEUS E PROTEGIDO POR ESPIRITOS DE LUZ!!!
    FELICIDADES A VC E AO MARCELO!!
    BJS NO CORACAO

  11. Vera Lucia disse:

    Toda felicidade do mundo!:)

    Acredito em cada palavra escrita nesse lindo texto, em cada palavra da sua amiga professora de Yoga. Acredito pq já presenciei e vivi alguns milagres da força do Amor. Nada é mais poderoso no Universo!

    Vc é muito linda por dentro e por fora. Sua energia de Luz é algo sublime.

    Beijo grande!

  12. KARINA disse:

    Não sei explicar o que eu senti lendo o seu post!
    Inexplicável mesmo!!! Lindo! Prova de vida e amor!
    Escrevo para vc chorando e emocionada! Guardo também as palavras de Lemia para minha vida!
    Tenho fé no poder que temos dentro de nós!
    Parabéns por esse anjo que você carrega e tenha certeza q vc vai lutar não hoje, mas eternamente por ele! E o seu pagamento…. Um sorriso lindo que vale por qualquer coisa nesse mundo!
    Obrigado! Mesmo! Vc me fez bem!
    Beijos em seu coração!

    KARINA

  13. Que emoção indescritível quando você me ligou e disse que o exame da farmácia havia dado POSITIVO !!!!!!!!

  14. cecilia disse:

    Helô, antes de mais nada parabééééééeéns!! só fiquei sabendo agora da notícia, fazia dias que não lia teus posts por falta de tempo mesmo. Olha, eu sou médica, gineco e obstetra, e fico muito chateada quando meus colegas (de qualquer especialidade) ficam dando prazo de vida, ou dizendo que nunca isso ou nunca aquilo, quando, na verdade, nem sempre, aliás, muitas vezes, não acontece nada disso. A vida é um milagre sem explicação, acontecem coisas diariamente sem explicação…(médico não é Deus ou coisa parecida),o teu caso foi uma delas, que coisa maravilhosaaaaaaaa. Curte muito cada fase da gestação, mereces toda a felicidade do mundo!! bjo 🙂

  15. Carol disse:

    Fantástico Helô!!!!! Simplesmente fantástico!!!!!!! Incrível!!!!!!! Parabéns!!!!!! Do fundo do meu coração!!!!!!! Você, mais uma vez e sem saber, acalenta meu coração e acalma minha mente!!! Obrigada!!!! Nada é impossível!!!!! Nada mesmo!!!!!! Lendo seu texto eu vi novamente a minha história passando pelos meus olhos (sem o agravante “câncer”): médicos dizendo que a fertilização in vitro é a única opção para termos filhos etc, etc, etc! Só que nós já “burlamos a medicina” uma vez e engravidamos. Infelizmente perdi! Mas sua história me encheu de esperança novamente!!!!!!! 😀
    Um beijo enorme para você e para o seu lindo bebê!!!!!! Que venha para tornar seus dias ainda mais coloridos e alegres!!!!!!! Você merece!! E muito!!!!!!!!

  16. Cleusa Maesta Prado disse:

    Estou muito feliz por você e pelo Marcelo. Faz algum tempo que não escrevo para vc, mas continuo seguindo seu blog maravilhoso desde janeiro de 2012 quando fui diagnosticada com o mesmo linfoma que o seu. Seguir o seu blog foi um apoio muito importante dessa fase tão difícil que passamos. Agora vc vai ser mãe, que benção maravilhosa. Sabe, eu fui mãe com mais de 40 anos e também tinha problema de ovulação. Estava aguardando a minha próxima menstruação para iniciar o tratamento e … fiquei grávida. Hoje, meu filho tem 17 anos e é o meu maior tesouro. Acredito totalmente nas sábias palavras da sua professora de yoga. A vida é um milagre e o Amor supera todos os obstáculos. Parabéns Mamãe!

  17. sandra maria da silva passos disse:

    muito emocionante! a fé e o amor fazem maravilhas em nossas vida! muda toda uma situação! parabéns! muita saúde e muita paz! pra todos vocês!Que benção maravilhosa que Deus te deu, depois de tanta luta, você merece ser vitoriosa!

  18. Jane Rose disse:

    PARABÉNS, PARABÉNS, PARABÉNS!!!!!
    TOMARA QUE VENHAM GÊMEOS!!!!
    DEUS TE ABENÇOE MUITO E QUE SUA GRAVIDEZ SEJA BEM TRANQUILA E ABENÇOADA!!

  19. Lauriéli disse:

    Eu imagino o tamanho da felicidade de vocês. Quando li esse post, contei pro meu marido, “sabe a Heloisa do blog? Então ela está gráááávida, e os médicos tinham dito que ela não poderia engravidar, acredita?”, ele abriu um sorrisão e disse: “Viu só? São as mãos de Deus.” Ficamos muito felizes juntos por essa benção. Parabéns pelo milagre tão merecido! Beijos

  20. Nãguets disse:

    Gami, nossa que felizzzzzzzzzz !!, parabénsssss !!! Vcs merecem muito !! Amo ler seus posts…..vc sempre me dá força e alegria !!! Agora que vc mora aqui em Pira quem sabe a gente não se vê mais ……..muita luz para vcs bjssssss Naguets

  21. Nãguets disse:

    Ahhhhh amei a sua foto barrigudinha …..kkkkkvc vc vai ver como vai crescer !!! Tira bastante foto !! Vc esta linda….bjsss

  22. Giselle disse:

    que bacana! parabéns!

  23. Gisela disse:

    Que depoimento lindo e inspirador Heloísa!
    Parabéns pela sua fé e muita saúde para vocês!!!
    Beijos

  24. Nana disse:

    Parabéns e q Deus te abençoe!
    Bj e fk c Deus
    Nana
    http://procurandoamigosvirtuais.blogspot.com.br/

  25. Andrea disse:

    Que Maravilha!!!!!
    Parabéns querida, fiquei muito emocionada ao ler esse post! Nossa ontem eu assisti a uma reportagem no Fantástico do Dráuzio falando sobre mulheres com câncer que fizeram o tratamento durante a gestação, e na hora eu falei pro meu marido que tinha que entrar no seu blog pra ver como andavam as coisas, qual não foi minha surpresa hoje ver que você está grávida!!!! Que Nossa Senhora te proteja e te guarde durante sua gestação. Um beijo!

  26. Lucas Andion disse:

    Heloísa,

    Acompanho seu blog desde quando descobri um linfoma e ele me ajudou muito nesse período que passei. Saber que você ta conseguindo realizar seu sonho me deixa muito feliz. Você ajudou muitos com esse blog e tenho certeza que todas essas pessoas, assim como eu, estão em êxtase por você e marcelo.

    Parabéns!

  27. Heloisa Orsolini disse:

    Obrigada Lucas!!!! Bjsss

  28. Debs disse:

    Sei la pq cargas d’agua, resolvi ler seus posts agora… Rs
    So posso te dizer uma coisa: filhos sao uma bençao. Eu nao imagino a minha vida sem a Duda. Sem cada gracinha dela, ate mesmo sem cada malcriacao que ela faz. É um amor unico. Eu sempre digo pro Fabio que é o verdadeiro sentido da frase: nao sei viver sem vc.
    Apesar de termos tido pouco contato, quero que vc saiba q estou imensamente feliz por vc!
    Tenho certeza que vc vai ser uma mae maravilhosa!
    <3
    Bjo
    Debs

  29. Iohana Salla disse:

    Passeando pela net, caio nesse post….. Acompanho vc desde que descobri minha doença. Graças a Deus estou curada, tenho 9 meses pós quimio e vivo a mesma situação nesse momento. Lendo, parece que tá contando a minha história…. Feliz pelo exemplo, preciso te agradecer!! A esperança e a fé nunca pode se abalarem.
    Parabéns e que Deus abençoe muito sua vida!!!
    Bj

  30. Nara Novais disse:

    Preciso muito falar contigo.
    Poderia me enviar o seu telefone por e-mail?
    Poderia te ligar?
    Preciso sadia ajuda!
    Muito obrigada

  31. Heloisa Orsolini disse:

    Oi Nara! Te mandei email!
    Bjs